| 
 
10 Jul 2020
  Home Associação \ Mensagem do Presidente
 

 
Home
Associação
Mensagem do Presidente
O Porquê
Quem Somos
Objectivos
Organograma
História
Estrutura
Rede
Mediador de Seguros
Oferta
Admissão
Notícias e Eventos
Contactos
Links
   

 




Intervenção do Presidente da APROSE, David Pereira, no Fórum de Gestão Sénior de Seguros _ 2020-01-29


Desafios de um mundo em mudança

Antes de mais quero desejar um excelente dia de trabalhos a todas as entidades aqui representadas e a todos os presentes neste magnifico auditório.

Antes de mais cumpre-me agradecer o amável convite que nos foi endereçado para estar presente neste fórum que reúne todas as partes envolvidas na actividade seguradora e a APROSE é uma delas.

É importante que todos os presentes saibam que a actual APROSE é o resultado da fusão das duas associações de mediadores existentes em Portugal até 2015.

A APROSE é o resultado da vontade maior dos corretores e agentes de seguros portugueses de unidos serem mais fortes e de unidos falarem a uma só voz na defesa dos superiores interesses da Mediação de Seguros e, implicitamente, na defesa dos interesses de todos os seus clientes.
Mercê desta unificação a APROSE, que congrega os verdadeiros Profissionais da Mediação de Seguros, tem registado um aumento assinalável dos seus associados, demonstrando, assim, uma maior consciência profissional e associativa.


A Mediação Profissional presta um serviço indispensável e insubstituível na celebração dos Contratos de Seguro, quer na escolha dos Produtos mais adequados às necessidades dos Cliente, quer no esclarecimento total das coberturas que estão a ser contratadas, quer ainda no apoio e agilização da regularização dos Sinistros!


Todo este profissionalismo se deve a um processo de modernização de procedimentos da Mediação Profissional resultante da aposta contínua na formação das suas equipas de trabalho.

Para que a excelência deste Serviço possa ser sempre prestada ao Cliente, hoje e no futuro, é fundamental que os Mediadores sejam Profissionais, actualizem permanentemente os seus conhecimentos nas mais diversas áreas: na área da Gestão, na área informática e digital, na formação técnica sobre a evolução da legislação, na evolução técnica sobre dos novos produtos, e suas coberturas, que as Seguradoras vão colocando ciclicamente no Mercado.

Dito de outra maneira: a Mediação Profissional está permanentemente em Formação e Adaptação aos novos tempos, poderei até dizer que está na linha da frente do conhecimento técnico, sempre com o superior objectivo de servir melhor o seu Cliente. É, exactamente isto que a Mediação Profissional tem feito e fará no futuro.

No espectro oposto da Mediação Profissional está a mediação exercida pelo balcões bancários, onde assistimos diariamente a situações caricatas em que os empregados bancários revelam um desconhecimento, quase total, sobre os Seguros que são obrigados a vender.

O pós venda da mediação bancária, no sinistro, que é exactamente aqui, quando a necessidade do apoio e ajuda do Mediador é mais premente para o Cliente, é exactamente aqui, dizia, que o alheamento total da mediação bancária se manifesta.

O trabalhador bancário poderá até cumprir os requisitos mínimos de formação para ser PDEAD, mas nunca teve, nem terá, a formação profunda sobre os Produtos existentes no Mercado Segurador em Portugal, nem a preparação técnica para esclarecer devidamente sobre as coberturas de cada Seguro, e muito menos terá experiência para apoiar o Cliente e agilizar a regularização de sinistros. 

Duvido que algum empregado bancário tenha alguma vez acompanhado um Cliente num Processo de sinistro no CIMPAS. Duvido que alguma vez um empregado bancário tenha, através da análise sobre o enquadramento do sinistro ou através da relação comercial com a Seguradora, alterado a posição da Seguradora num determinado Sinistro. Vazio total!

Não é o empregado bancário que nos assusta, meus senhores, é o poder económico dos bancos e dos banqueiros e o que ele representa para o Cliente bancário e o subjuga (até subjuga governos) obrigando-o a aceitar todas as condições que lhes impõem.

Isto não é nem a defesa do consumidor, nem a sua protecção, que se encontra bem espelhado na Directiva comunitária e que se verteu para a nova Lei 7/2019, dita Lei da Distribuição de Seguros.

Para terminar abordarei, "en passant", o tema da modernidade com que por vezes alguns "players" pretendem assustar a Mediação Profissional. Expressões como:

  • Evolução digital

  • Big Data

  • Algoritmos

  • Inteligência artificial e outras expressões do género

Pela posição que ocupo, estou em contacto com centenas de Mediadores Profissionais ao longo do ano, e posso assegurar-vos que a Mediação está a modernizar-se e está a apostar no seu futuro.

A história da mediação de seguros ao longo dos séculos XX e XXI está recheada de revoluções e de profetas da desgraça que já, por diversas vezes, profetizaram a morte da mediação de seguros.

A todas estas revoluções a mediação de seguros sobreviveu e sempre que sobreviveu, adaptou-se melhor e tornou-se mais forte, demonstrando uma capacidade de resiliência pouco comum a outras actividades.

E o que é que a mediação profissional está a fazer?

  • Está já a preparar-se para os desafios do futuro, através de fusões entre si, com outros mediadores;

  • Está a modernizar-se informaticamente

  • Está a construir as suas próprias plataformas digitais

  • Está a divulgar-se nas redes sociais

  • Está a forjar uma nova economia de escala e a proceder uma redução de custos

  • Está a modernizar os seus procedimentos internos

  • Está a promover a formação contínua dos seus quadros e equipas

Em suma:

  • Está a adaptar-se aos novos tempos tecnológicos para melhor sobreviver.

Todos estes novos desafios são, e serão, aquilo que faz com a Mediação Profissional de Seguros continue a ser indispensável e que o seu trabalho e o seu desempenho continue a acrescentar valor respondendo às necessidades do Cliente.

Somos indispensáveis porque acrescentamos valor ao contrato de seguro que mediamos!

É exactamente isto que a Banca nunca conseguirá fazer.

David Pereira
Presidente




 

 
 
|Política de Privacidade |Direitos de Autor |Mapa do Site |

Copyright © APROSE-Associação Nacional de Agentes e Corretores de Seguros. Todos os direitos reservados. Bookmark and Share